JUNG aposta em soluções de integração e controle

Equipamentos inteligentes, de alta tecnologia, alinhados à Indústria 4.0. É com este foco que a JUNG prepara seus projetos para 2018. A empresa está otimista com o aumento da demanda e as atuais perspectivas de crescimento da indústria.

No ano passado, a JUNG aumentou seus investimentos em pesquisa e desenvolvimento na área de tecnologia. Para isso, buscou soluções arrojadas em produtos e softwares exclusivos de controle e automação.

O resultado pode ser visto em equipamentos de alta tecnologia que integram sistemas e permitem a automação de processos assim como o gerenciamento das informações. “Todas as linhas e divisões, sem exceção, têm lançamentos alinhados às demandas mapeadas. As soluções usam as nossas principais forças para aumentar a competitividade de nossos clientes”, diz Diogo Gustavo Jung, diretor da empresa.

Novidade

Um dos lançamentos previstos para este ano é o software de gestão de linhas completas de tratamento térmico. Capaz de levantar e analisar informações em tempo real, o novo sistema possibilita encontrar potenciais inexplorados no processo produtivo e até controlar a demanda de energia, tudo de forma integrada e eficiente.

Para a indústria permanecer competitiva, já não basta possuir equipamentos energeticamente eficientes, mas isolados no fluxo produtivo. “Usar um produto que tenha o equivalente a uma classificação ‘A’ em eficiência energética sem considerar sua inserção no mapeamento de fluxo de valor pode manter outros desperdícios fabris ainda mais relevantes que consumo energético”, reforça Diogo. “Soluções inteligentes aplicadas pela JUNG já garantiram a eliminação de setup de fornos e estufas com dispositivos de carga inteligentes, que garantem 100% de flexibilidade na sequência produtiva”.

Foco na competitividade

Proporcionar vantagens competitivas para quem escolhe a marca é o principal objetivo de engenheiros e projetistas da empresa, responsáveis por desenvolver fornos e estufas que podem passar dos oitenta metros cúbicos e temperatura de até 1700 °C (conheça mais sobre fornos para extra alta temperatura aqui).

O uso de fornos e estufas JUNG em células robotizadas já é uma realidade. O monitoramento de tendência do desgaste de componentes e a integração com o planejamento de produção são exemplos de soluções que maximizam os resultados das empresas. Com este leque de possibilidades, torna-se mais competitivo quem estiver à frente neste setor.

Sobre a JUNG

A inovação acompanha a JUNG desde sua criação, há quase quatro décadas. Atualmente, tem um portfólio com mais de 100 produtos, voltados principalmente para processos de tratamento térmico, fundição de alumínio e outros não ferrosos, laboratórios de CQ e P&D&I, cremação, além da reconhecida linha artística, destinada à queima de cerâmica, porcelana e fusing de vidro.

Seu parque fabril está localizado em Blumenau(SC), com três unidades produtivas e cerca de 70 colaboradores. Em seus 38 anos de história, já produziu mais de 10 mil produtos para todas as regiões do Brasil e também exterior. Em 2015, a JUNG ampliou sua atuação internacional com a abertura de uma unidade nos Estados Unidos, na Flórida.

Tags: Indústria 4.0, Tratamento Térmico, Lançamento, automação

Compartilhe: