4 dicas preciosas para evitar que suas peças quebrem durante a queima de cerâmica artesanal

A queima é um momento mágico para o(a) ceramista. É aquela etapa em que todo o trabalho feito com argila se transforma em cerâmica ou que as peças ganham vida com o esmalte.

Por isso, a gente sente uma dor no coração quando percebe que alguma das peças trincou ou quebrou durante o processo.

Os motivos para que as peças quebrem, entortem ou trinquem nos fornos durante a queima de cerâmica artesanal podem ser inúmeros. Afinal, uma queima perfeita depende de muitos fatores.

Para ajudar você a evitar surpresas desagradáveis ao abrir o seu forno, organizamos quatro dicas preciosas:

1. Faça testes e mais testes

Cada forno para cerâmica é único, assim como cada material é diferente do outro.

Antes de colocar as suas peças no forno, veja qual a temperatura ideal de aquecimento e resfriamento para cada material, peça, esmalte.

Além disso, é fundamental fazer experiências de queima em peças de teste para que você possa ter uma base de como cada material se comporta numa determinada temperatura e tempo de queima.

2. Avalie se o seu processo exige queimas mais lentas

Você sabia que peças com mais de 4mm de espessura, peças mistas com partes finas e grossas, placas de lajotas, vidros e cristais quebram mais facilmente quando aquecidas rapidamente? Por isso, se notar quebras nos testes, uma dica que pode melhorar os resultados é fazer queimas mais lentas. Verifique se a sua queima não está rápida demais para as suas peças ou para as técnicas que utiliza.

3. Ajuste o tempo de resfriamento

Outro fator que pode influenciar na qualidade do resultado é o tempo de resfriamento do seu forno. Ele deve ser calculado de acordo com a composição (fórmula da massa) e estrutura (partes finas e grossas) de cada peça. Se você tiver um JUNG Studio, pode facilmente programar o tempo adequado de resfriamento a cada processo. No caso de queimas de peças de argila com espessura maior de 7mm, o recomendado é deixar o forno esfriar naturalmente e abrir quando estiver em temperatura ambiente. 

4. Disponha as peças com cuidado dentro do forno

Trincas ou quebras podem ocorrer em função do modo como a peças foram colocadas e distribuídas dentro do forno. Na hora de montar o forno para queima, posicione as peças a 10mm (ou mais) de distância das resistências. Elas irradiam uma temperatura acima da média do restante do forno e podem comprometer o resultado. 

Acessórios e mobílias para fornos também são grandes aliados. Eles auxiliam na organização das peças e na distribuição do calor, fazendo com que todas as peças recebam o fluxo de ar quente de forma mais homogênea.

Gostou das dicas? Siga a JUNG no Instagram (@jungartistica) para mais dicas como essas.

Acesse também nosso e-commece ou converse com nossa equipe pelo 47 3327 0000. 

Sobre a JUNG

A JUNG é referência em fornos para cerâmica, porcelana e vidro, tornos elétricos e plaqueiras para trabalhos com argila. A excelência nos resultados por meio de equipamentos duráveis e de altíssima eficiência energética é o foco por aqui. Com mais de quatro décadas de história, a JUNG já entregou mais de 15.000 equipamentos no Brasil e no mundo e está no ateliê de grandes artistas brasileiros(as).

Conheça mais sobre a JUNG e suas linhas de produtos aqui

Tags: Dicas, Mobílias para fornos de cerâmica, queima de cerâmica

Compartilhe:

Controle sua privacidade

Usamos cookies para personalizar sua experiência.

Quem pode usar seus cookies?

×

Cookies necessários

São essenciais pois garantem o funcionamento correto do próprio sistema de gestão de cookies e de áreas de acesso restrito do site. Esse é o nível mais básico e não pode ser desativado. Exemplos: acesso restrito a clientes e gestão de cookies.

Cookies para uma melhor experiência (4)

São utilizados para dimensionar o volume de acessos que temos, para que possamos avaliar o funcionamento do site e de sua navegação e para oferecer a você melhores produtos e serviços. Exemplos: Google Tag Manager, Pixel do Facebook, Google Ads, Google Analytics.mais detalhes ›

Google Analytics

Google Fonts

Google Recaptcha

Shareaholic